O amor pelo MOODBOARD

Atualizado: 6 de out. de 2020

Em meio a tantas opções de produtos no mercado de decoração você precisa se organizar mentalmente e encontrar elementos que combinem para decorar um ambiente, certo? Com o objetivo de traduzir uma personalidade, representar ideias e principalmente, organizar referências das quais irão compor o seu projeto, o Moodboard torna-se uma técnica indispensável para os profissionais de arquitetura e design de interiores na hora de desenvolver um projeto.



Como montar o seu moodboard?


A partir da seleção de cores, texturas e peças, o profissional consegue tomar uma decisão coesa na escolha de elementos e materiais que irão compor o seu projeto de forma harmônica. Nesse processo monte um moodboard definindo aspectos simples, tais como:

1º O estilo da decoração e do ambiente;

2º A paleta de cores;

3º Itens que irão compor o painel como o papel de parede, rodapés, tecidos, móveis, o importante aqui é destacar os itens principais da sua ideia.


Na foto abaixo, um exemplo de Moodboard com os papéis de parede da nossa coleção ScandiCool e com paleta de cores em neo mint.



Moodboards instagramáveis

O consumidor busca nas mídias sociais como o Instagram e o Pinterest inspirações e novas referências que possam ajudar a encontrar assertivamente o que ele deseja. E para facilitar a vida do cliente, você também pode criar esses painéis a partir de colagens com as imagens dos elementos traduzindo visualmente um conceito e divulgando criativamente o seu projeto.